Desafios da gestão municipal com a comunicação comunitária do Recife

October 23, 2017

 

20 milhões é o valor gasto pela Prefeitura do Recife, anualmente, com publicidade. Desse montante, parte vai para a compra de anúncios e espaços de visibilidade ( mídia) nas grandes empresas de comunicação, jornais e TVs. Zero vai para apoiar as iniciativas comunitárias de comunicação. 

 

No dia 17 de outubro, realizamos na Câmara Municipal do Recife, em parceria com o Fórum Pernambucano de Comunicação ( FOPECOM)  uma reunião pública sobre os desafios da gestão municipal em relação à comunicação comunitária. A atividade integrou a programação da Semana Nacional de Democratização da Comunicação, organizada pelo Fórum Nacional de Democratização da Comunicação ( FNDC). 


Abrimos a reunião com o vídeo abaixo, sobre o quanto as pessoas na cidade sabem sobre comunicação e sobre o direito à comunicação:

 

Optamos por uma reunião pública e não por uma audiência, por acreditarmos que a Prefeitura tem pouco a contribuir com a discussão. Não temos uma secretaria de comunicação com quem dialogar, temos o mal sucedido exemplo da Rádio Frei Caneca, que não recebe nenhum apoio da gestão, e diversos depoimentos de comunicadores populares que, além de não receberem apoio algum, têm suas rádios perseguidas e fechadas. 

 

Nosso desafio foi o de pensar quais as responsabilidades da gestão municipal nesse processo e criar estratégias para mobilizar mais gente para lutar pelo Direito à Comunicação e cobrar os governos. 

 

Lembramos, inclusive, que em 2012, o Fopecom desenvolveu um documento com 7 propostas e compromissos que um prefeito deve assumir para garantir o Direito à Comunicação. Geraldo Julio recebeu uma cópia e, desde sua primeira gestão, nada foi feito. Você confere o documento aqui: https://goo.gl/WKQhxq

 

Participaram da mesa, Mariana Reis, doutoranda em comunicação pela UFPE e integrante do coletivo Terral, Wagner Souto, coordenador da Abraço, e Renato Feitosa, membro do FOPECOM.

 

Mariana Reis foi a primeira a falar e pontuou a necessidade de que as práticas educativas estejam mais sensíveis às práticas comunicacionais. Ela ressalta que também que o ensino da comunicação deve entender suas práticas para além dos limites do campus, se aproximar às rádios comunitárias. Apesar de existir um desconforto e uma disputa de mercado entre jornalistas diplomados e comunicadores populares, Mariana enfatiza que trata-se de uma falsa polêmica, posto que as atividades são de naturezas distintas, orientadas para fins diferentes. Um jornalista diplomado jamais terá a mesma propriedade para falar sobre ou com uma comunidade, como um comunicador comunitário.As duas profissões podem ser pensadas como parceiras e não como concorrentes. Os profissionais formados podem apoiar os processos de comunicadores/as comunitários, garantindo o protagonismo da comunidade..  

 

Renato Feitosa, do Fórum Pernambucano de Comunicação, desenvolve sua fala a partir da pergunta: "A comunicação é uma política estratégica dentro da Prefeitura? "  A percepção é que não,  e a chamada é por organização para que passe a ser, a partir do desenvolvimento de um plano estratégico, organizado pela sociedade e capaz de pressionar a gestão. 

Feitosa desenvolve sua fala lembrando que a comunicação é um direito, que precisa ser garantido pelo Estado e que, apesar dos governos não garantirem esse direito, a população não deixa de o exercer, com os mecanismos que têm às mão. Tanto os movimentos da sociedade civil que se dedicam à democratização da comunicação, quanto os próprios governos, precisam valorizar e fomentar as iniciativas de comunicação comunitária, que resistem em suas atividades apesar de todos os pesares.  

 

Wagner Souto, coordenador da Abraço Pernambuco e da Abraço Brasil (Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária), representa também a rádio comunitária Amparo FM, compartilhou suas experiências e dificuldades na radiodifusão comunitária. Coronelismo digital e ocupação neo pentecostal das rádios e das programações são os principais desafios do setor. Grupos políticos de municípios coptam facilmente comunicadores, especialmente no interior, assim como os grupos neo pentecostais, na Região Metropolitana e cidades do interior também. Isso porque as estruturas são tão precárias, que para sobreviver, quem está na prática acaba se rendendo às pressões econômicas e políticas desses dois "agentes".   

Wagner reforça ainda que é preciso politizar esse debate sobre rádios comunitárias e sua importância para cultura local, liberdade religiosa, promoção de direitos e comunicação de questões que não chegam, recorrentemente às comunidades.

 

 

ENCAMINHAMENTOS:

 

Ivan se dispõe a participar de QUALQUER atividade que tenham como objetivo o debate sobre a Democratização da Comunicação. 

 

- Cobrar da Prefeitura apoio financeiro às Rádios Comunitárias

- Dedicar parte do Orçamento de publicidade da Prefeitura à compra de mídias públicas

- Buscar o fortalecimento da comunicação estatal da Câmara Municipal do Recife

- Criar meios de ocupar, resistir e produzir as programações das rádios

- Criar mecanismos de financiamento para manutenção das comunicações comunitárias ( criação de mídias públicas, financiamentos e fomentos à produção e circulação de conteúdos)

 

SOBRE A SEMANA NACiONAL DE DEMOCRATIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO:

 

Neste ano, a Campanha #CalarJamais, promovida pelo Fórum Nacional de Democratização da Comunicação, completa um ano. Para marcar a data, lançaram uma publicação que traz relato de 72 casos de violação à liberdade de expressão sofridas por artistas, jornalistas, servidores públicos e movimentos sociais.

O relatório encontra-se disponível aqui

 

Você também pode denunciar casos de cerceamento da liberdade de expressão. O formulário é bem simples e encontra-se disponível no site do projeto. 

 

 

A Reunião pública você encontra, na íntegra, no canal da Câmara no Youtube: 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Governo de Pernambuco e Prefeitura do Recife abandonam obras da Pista de Skate no Parque Santana

April 26, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo