Voltar ao site

Ivan Moraes denuncia falta de transparência com gastos dos hospitais de campanha

· Notícias,Sala de Imprensa

Prestação de contas dos hospitais de campanha para a população está atrasada. Documentação dos gastos da Prefeitura já deveria estar publicada no Portal da Transparência e dúvidas só aumentam. É o que demonstra a segunda Nota Técnica sobre os gastos públicos com a pandemia divulgado nesta segunda-feira (25/05) pelo mandato do vereador Ivan Moraes.

A Nota Técnica apresenta a situação das contratações e gastos, explicita lacunas na transparência das informações e elenca questionamentos necessários à melhor compreensão dos procedimentos adotados, dos serviços contratados e prestados, além dos valores pagos pela Prefeitura do Recife na implantação dos 07 (sete) hospitais de campanha para a Covid-19. "Em alguns momentos, é preciso mais de dez passos, entrando em duas ou até três plataformas para se chegar numa informação. A maior parte da sociedade não dá conta de encontrar esses dados", explica Moraes. "Há também outras questões que precisam de pormenorização. Porque o contrato do Hospital da Imbiribeira é quase a metade do que havia sido previsto pela dispensa de licitação? Que itens de mobiliário e equipamentos estão inclusos no contrato das OS e quais são responsabilidade da prefeitura?", questiona o vereador.
Nos últimos dias, ao passo em que os crescentes indicadores da Covid-19 no Recife alcançam as 12.523 pessoas contaminadas e 803 óbitos, o debate público sobre os gastos da Prefeitura do Recife com o enfrentamento da pandemia se ampliou e aprofundou-se o interesse sobre os custos dos hospitais de campanha.
"Cabe ao poder público a tarefa de dar transparência a todos os seus atos. Cabe ao poder legislativo fiscalizar, propor e votar projetos de lei. Cabe aos órgãos de controle analisar cada custo e cobrar que qualquer reparo seja feito" disse o vereador durante a sessão ordinária desta segunda-feira, desagravando parlamentares e procuradores que foram atacados pela prefeitura nas últimas semanas. "Quando a prefeitura não dá a transparência, dá margem ao uso político das más informações.", diz o vereador Ivan Moraes.
O tema tomou conta das sessões do parlamento municipal, com cobranças de mais transparência, e ocupou promotorias públicas e auditorias de contas com a cobrança de clarificações e explicações ao prefeito Geraldo Júlio. Naturalmente, esses fatos reverberaram na imprensa, nas redes sociais e geraram muito debate na opinião pública, provocando uma corrida da gestão municipal para responder aos questionamentos e positivar os serviços prestados pelos hospitais de campanha.
Você pode conferir a Nota Técnica completa neste link: https://bit.ly/ntgastosPCRcomhospitaisdecampanha

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK

...