#SalveABoaVista Triste é quem não tem história.

May 4, 2018

 

O bairro da Boa vista tem 430 mil metros quadrados de área protegida como Zona Especial de Preservação ao Patrimônio Histórico (ZEPH).

 

Este tipo de zoneamento previne a especulação imobiliária da região, já que, por exemplo, não há autorização para que nenhum edifício novo seja construído nessa área.

 

Além disso, cria parâmetros garante que o patrimônio histórico, nesse caso representado pelas construções, casarios e sobrados, seja preservado.

 

Para tanto, tais imóveis precisam se manter originais, restaurados, testemunhas fiéis da história, do Recife do século XIX.

 

Preservar não é um verbo passivo. Não existe deixar um prédio intocado por 300 anos e esperar que ele se mantenha de pé.

 

 

Para garantir a preservação desse, que é um patrimônio histórico cultural tombado pelo IPHAN, é preciso elaboração e execução de políticas públicas, aliada à vontade política.

 

Apesar do zoneamento, o espaço que deveria estar protegido e preservado, conta com vários casarões em situação preocupante.

 

 

 

A Defesa Civil do Recife faz o monitoramento de cerca de 400 imóveis considerados em situação de risco nos bairros do Recife, São José, Santo Antônio e Boa Vista.

 

De 2006 para cá, já foram registrados o desabamento de dois sobrados, um na Rua Velha e outro na rua da Glória; dois incêndios, um na Rua da Matriz outro na rua da Gloria. Os episódios deixaram 07 pessoas feridas e causaram 09 óbitos.

 

Nesta semana, o desabamento da casa na Rua Da Matriz deixou 26 desabrigados e duas pessoas gravemente feridas.

 

 

 

Uma Zona Especial de Preservação ao Patrimônio Histórico só faz sentido de existir se tiver nela patrimônios históricos a serem preservados. Se a ausência de políticas públicas faz com que a nossa história desabe junto com os casarões, em um futuro não muito distante essas construções podem ser extintas, a zona desfeita, e a especulação imobiliária a mil, para “modernizar” a região.

 

É preciso que a Prefeitura de forma urgente, organize um plano de recuperação dos imóveis e de ocupação comercial e habitacional popular para a região. A Revisão do Plano de Ordenamento Territorial está para começar e precisamos ter atenção e reivindicar que a recuperação do centro esteja bem negritada nesse novo plano.

 

 

A gente denunciou o descaso na Prefeitura do Recife na tribuna e cobrou providências.

Você confere aqui: https://bit.ly/2I9bxLu

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Governo de Pernambuco e Prefeitura do Recife abandonam obras da Pista de Skate no Parque Santana

April 26, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo